Bananeira que já deu cacho

Por mais que as pessoas tentem me incentivar a ter uma perspectiva otimista para o futuro, a realidade me diz o contrário. Diabético e aposentado por problemas renais, entre outros, eu me sinto como bananeira que já deu cacho, inútil, descartável.

Então há os que insistem dizendo: “Que nada, vamos viver a vida, envelhecer, adoecer e morrer são fenômenos naturais a que todos nós estamos sujeitos”. Eu acho que dizer isso é óbvio, não muda nada, é a mesma coisa que chover no molhado.

Nesta semana, reencontrei muitos colegas que, há tempos, não os via. Todos muito envelhecidos, “curtindo” uma aposentadoria abaixo de remédios e queixumes. Todos bananeiras que já deram cachos, à margem desse cruel sistema capitalista.

Muito desses antigos colegas se retiraram da atividade intelectual, não escrevem mais, eximem-se de opinar sobre as atuais circunstâncias. Os que conseguiram comprar uma pequena chácara estão por lá criando pintos. O homem é como um leão velho, quando quer morrer se afasta do bando e se mete no mato.

Dessa forma, sem projeto e sem orçamento, para a maioria, a vida vai se arrastando devagarito como tropa de lesma. Mas felizes são aqueles que ainda conseguem, a essas alturas, vislumbrar alguma luz no fim do túnel.

Assim, sem outro jeito, eu vou vivendo das pequenas grandes coisas: do sorriso das crianças, que me chamam de vovô, de antigas saudades, da alegria de saber que não estou só, tendo ao meu lado mi mujercita, com quem vou repartindo as alegrias e as tristezas, até quando Deus permitir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: