Diário de Tóquio 4

Alberto Villas

Captura de Tela 2014-12-17 às 12.20.57

Sair andando pelas ruas de Tóquio continua sendo algo fascinante. Descobrindo cada detalhe de sua modernidade, trombando com o passado, o presente e o futuro. Sinceramente, dá vontade de entrar em todas as lojas. Hoje, depois de vermos uma exposição bem bacana do Willem de Kooning no Bridgestone Museum of Art, onde também estão Picasso, Monet, Manet, Sisley e outros gênios, resolvemos dar um rolê em algumas lojas. Da Uniglo a Itoya, passando pela Muji. Dá pra passar um dia inteiro em cada uma delas. A papelaria Itoya quase me enlouqueceu com suas dezenas de cores pastéis de envelopes e papéis. Em cada andar, o negócio é respirar fundo. Pensar no bolso e na mala que vai voltar pro Brasil e passar pela pesagem. A Muji, uma das lojas mais bacanas do mundo, ninguém resiste em comprar roupas, bloquinhos, lápis de cor, objetos não identificados.  Foi lá que meu genro…

Ver o post original 182 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: