Reforma Política

Um dos problemas que vejo no atual sistema político do país é o excesso de partidos. Criam-se siglas que servem como uma espécie de biombo para acolher nomes politicamente ixpressivos, que até acabam sendo eleitos na “carona” de um Tiririca, por exemplo, ou velhas “raposas” que já transitaram por diversos partidos.

Tanto nos governos federal e estadual, quanto no municipal, há essa “colcha de retalhos” com os mais diversos matizes. Ideologicamente, não é possível dizer mais quem é quem. O PMBD está no poder em nível federal, estadual e municipal, mas dizem que o governo é do PT, porque a Dilma é a Presidenta.

Para mim, o governo, nesses três níveis, “é uma vaca de rodeio”, não tem dono. (Você sabe que, em rodeio ou em tropeadas, todos os touros trepam…). Em termos de renovação na política (que me desculpem o palavrão), Santa Maria é uma “merda”. Agora, na definição de nomes para cargos regionais, citam candidatos aposentados, ”bananeiras que já deram cachos”.

Nada contra velhos e aposentados como eu sou, mas será que uma Cidade Universitária não tem gente jovem para “oxigenar” as gestões da coisa pública na região? Vamos dar chance às novas gerações de políticos e administradores.

Eu até sugeri o nome de Marcelo Bisogno, que é jovem, como candidato à Prefeito, mas, pelo andar da carruagem, se o Farret se candidatar, ganha de novo! O Vice-Prefeito está no poder desde o Regime Militar, já merece uma aposentadoria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: