Embromação

É impressionante a morosidade da Justiça no julgamento de eventuais crimes por mais graves que possam ser. Procede ao contrário da mídia, que não economiza manchetes para delatar.

Essa tragédia da boate Kiss é um exemplo disso. Já faz mais de dois anos que aconteceu e até agora ninguém está preso. Coisa que parecia tão simples: se a casa noturna estava irregular e não poderia funcionar, alguém já deveria estar preso pela morte de 242 jovens.

Mas fica essa embromação, com a mídia dando notoriedade aos que acusam ou defendem os réus, enquanto os pais choram a morte seus entes queridos. No Brasil é assim: os criminosos respondem a processos em liberdade, usam tornozeleira ou têm prisão domiciliar, ficam embromando desse jeito, quando não voltam ao crime.

Cadeia é bom. Mas não pode ser “privilégio” só de pobre que não pode pagar advogado. “Trancadinho” por lá, o sujeito deverá abster-se de muitos prazeres, por exemplo, mas poderá refletir sobre seus atos, melhorar e buscar um novo sentido para a vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: