O regalo de Evo

O presidente Evo Morales, da Bolívia, ao oferecer ao Papa Francisco aquele crucifixo talhado sobre a foice e o martelo (hoz y martillo) deixou o Sumo Pontífice de  “batina justa”: os símbolos do cristianismo e do comunismo (ateu), historicamente não se “casam”.

Há pouco tempo, quando o Papa era o polonês João Paulo II, a Igreja foi responsabilizada pela derrocada do comunismo no Leste europeu. Marx sucumbira perante a palavra de Cristo.

Mas Evo Morales, ao entregar o presente ao Papa, destacou  as convergências de idéias com Francisco no que se refere ao capitalismo, à mãe Terra (meio ambiente) e à justiça social.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: