Desmemoriado

Ma tarde de ontem, fui a uma clínica neurológica para me submeter a exames devido à ocorrência de um AVC. Fiz diversos testes de memória e o médico ficou preocupado com a minha situação.

No meu modo de ver essa minha decadência física e mental, tenho a impressão que estou morrendo devagarzinho, paulatinamente, em suaves prestações: primeiro a visão, depois a libido e, agora, a memória.

Mas há sempre pontos positivos nisso tudo. Assim, meio cego não assisto aos jogos do Grêmio, por exemplo. Que time ruim! Perdeu para o Criciúma na Arena!

Ficar brocha também tem vantagem: qualquer mulher que deitar  na minha cama, além da Patroa, dorme sossegada. Virou uma espécie de SPA.

Desmemoriado, agora, se não pago as contas é por esquecimento, não se trata de calote.

Eu confesso que estou o mesmo que um palanque de eucalipto (que, em Cachoeira, chamam de “moirão”): só está sobrando um pouquinho do cerne, que resiste, heroicamente, ao apodrecimento total

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: