O Feicebuqui do Claudemir

O jornalista Claudemir Pereira é meu amigo no Facebook e âncora na bancada do Programa Sala de Debate na Rádio Antena 1. Eu soube que ele foi criticado por empregar a forma aportuguesada do nome da rede social – Feicebuqui.

Em primeiro lugar, devo dizer que erro em língua está muito relativizado.  A língua portuguesa é uma unidade na diversidade, ou seja, uma só língua constituída de diversos dialetos sociais. Até as modernas gramáticas normativas já consideram as contribuições da Lingüística, da Sociolingüística e de outros estudos no campo das ciências da linguagem.

A Gramática Normativa determina que os estrangeirismos devem ser grafados entre aspas (com a velha máquina de escrever) ou em itálico (com o moderno computador. Na informalidade do meu blogue, raramente faço isso, o uso dessas palavras estão globalizados.

Em segundo lugar, recomenda-se que os estrangeirismos, no nosso caso, sejam aportuguesados, para evitar pronúncia incorreta na língua de origem. A própria palavra Facebook tem um fonema inexistente no português.

A “cobrança” talvez seja porque o Claudemir é jornalista e acham que, nem ele, nem eu, devemos ter o “topete” de grafar palavras do jeito que nos “dá na telha”, como fazia o Saramago. Disso somos conscientes, estamos “carecas” de saber.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: