Tragédias em boates

A Romênia, num passado recente, pertencia à União Soviética, da qual se desmembrou de maneira traumática, com o fuzilamento de Nicolae Ceausescu e esposa em pleno palácio presidencial, famoso por suas torneiras de ouro.

Temos alguma coisa em comum com aquele povo, falamos línguas neolatinas, irmãs, portanto, a portuguesa e a romena. Agora, também com igual sofrimento com tragédias em boates. A daqui,  com 242  vítimas fatais; a de lá, com 32 até agora.

Mas tudo indica que essas tragédias têm sido  tratadas de diferentes maneiras na Romênia e no Brasil: enquanto lá já houve renúncia de autoridade responsável por irregularidades no funcionamento da boate, por aqui o processo tramita indefinidamente. É uma coisa sem fim.

Só nos resta mesmo chorar pelas vítimas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: