Se não for tigre (ou tigresa), melhor não.

 

Com o título acima, eu quero dizer que o Brasil, além da manutenção do regime democrático, precisa de uma liderança forte capaz de unir o país.

Na possibilidade de  um impedimento da Dilma, essa liderança não poderá ser de Temer, um marica que permaneceu no governo apenas como figura decorativa. Aliás, até acho que ele deveria devolver aos cofres público os valores que recebeu como Vice-Presidente: se não trabalhou, não fez jus ao salário.

Imagine o Temer como Presidente da República nas mãos do PMDB que, como diria Brizola, essa espécie de biombo que esconde boa parte dos piores políticos brasileiros. O Eduardo Cunha, por exemplo.

Devemos reconhecer também que se a Dilma tivesse essa capacidade de liderança, o Brasil não estaria passando por essa crise política. Agora, ela vai ter que espernear. Ou ser tigresa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: