O bom ladrão

 

Essa história que eu vou contar não se refere ao Cunha, mas a mim mesmo. É um sonho.

Tomo um remedinho para dormir e durmo muito sentado, deitado e até de pé, como um cavalo. Também sonho muito. À vezes, tenho pesadelos

Numa noite. Eu sonhei que um escorpião cabeludo do deserto da Namíbia subia na minha perna. Com medo daquele bicho preto, dei um tapa na mulher.

Na véspera do Natal, sonhei que havia roubado uma moto  e ido a São Borja ver a  enchente do rio Uruguai. Na reta da Mata, botei 300 km pór hora, sem capacete.

Agora, a boa ação: deixei a moto no mesmo lugar de onde havia retirado, com meio tanque de gasolina.

Tive um Natal dos meus sonhos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: