Sputnik

Cientistas da Armênia e Grã-Bretanha criaram um mapa sobre a possível localização de supercivilizações antes da Grande Explosão (Big Bang).

Vladimir Tyurin-Avinsky, da Academia Internacional de informatização, opina que esta teoria amplia os horizontes quanto à criação do mundo.

A teoria em questão defende a possível existência de supercivilizações antes da criação do Universo. A descoberta pertence ao físico e matemático Vaagn Gurzadyan, do Laboratório Científico Nacional Artyom Alikhnyan, em Erevan, e Roger Penrose, da Universidade de Oxford.Na sua descoberta, os cientistas examinam o mapa de radiação cósmica de fundo, cujos dados são apresentados no contexto da cosmologia cíclica por eles criada.

De acordo com suposições de físicos e matemáticos, o nosso Universo se desenvolve em ciclos, e a Grande Explosão foi só um momento da sua “reinicialização”.

Antes disso, o Universo foi supostamente povoado por civilizações muito desenvolvidas, cujos vestígios ainda podem ser vistos atualmente. De acordo com os cientistas, as civilizações desaparecidas sabiam como transferir informação através de colisões de buracos negros.

Um dos cientistas que fizeram a descoberta, Vaagn Gurzadyan, divulgou em entrevista à Sputnik, que a considera mais matemática do que fantástica.

“De acordo com os físicos, as civilizações perdidas eram capazes de transmitir informações através da colisão de buracos negros. Estas hipotéticas mensagens podem conter informações de como era o Universo antes da Grande Explosão, bem como advertências para os habitantes do Novo Mundo. Os cientistas esperam que a humanidade possa decifrar essas mensagens num curto prazo de tempo”, disse.

O geólogo Vladimir Tyurin-Avinsky opinou à Sputnik que a nova teoria de Gurzadyan e Penrose é bastante interessante.

“A descoberta é bastante interessante. Ela, no geral, coincide com a minha visão de criação do mundo. Ao mesmo tempo, acho que o Big Bang não foi nada mais do que uma possível injeção de uma substância, energia ou algo mais no nosso espaço tridimensional”, disse.

Segundo ele, há muitas provas de que supercivilizações realmente existem, mas ele opina que o trabalho nesta direção deve ser continuado porque ainda há muitos mistérios no Universo.

Leia mais: http://br.sputniknews.com/ciencia_tecnologia/20151229/3186009/ciencia-universo-espaco-descoberta-supercivilizaes.html#ixzz3w7SBpXSA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: