Sputnik

Pesquisadores argentinos disseram que pesticida utilizado contra o Aedes Aegypti poderia ser o responsável pelos casos de microcefalia no Brasil

Betina Carcuchinski / Fotos Públicas

Zika ou pyriproxifen: Cientista diz que não se pode descartar hipóteses sobre microcefalia

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

18:08 15.02.2016(atualizado 08:13 16.02.2016) URL curta
Zika Vírus: Alerta global (36)
12105380

A comunidade científica se deparou recentemente com uma nova explicação para a epidemia de microcefalia no Brasil, que não estaria ligada ao zika, mas, sim, a um pesticida usado para impedir o desenvolvimento do Aedes Aegypti em tanques de água limpa. Enquanto as dúvidas permanecem, o vírus continua se espalhando pelo mundo, atingindo até a Rússia.

A hipótese foi divulgada através de um relatório da organização argentina Physicians in Crop-Sprayed Towns (PCST), segundo a qual o larvicida pyriproxifen, fabricado pela Sumitomo Chemical, companhia associada à Monsanto, e introduzido no Brasil no final de 2014, poderia ser a verdadeira causa de um problema que vem assustando todo o mundo. Conforme essa pesquisa, as razões para acreditar nessa relação provêm do fato de que as regiões onde o produto foi aplicado, que são as que apresentam as maiores incidências do mosquito, no estado de Pernambuco, são também as que possuem mais casos de microcefalia, enquanto em outros países amplamente atingidos pelo zika não houve qualquer registro de malformações em bebês associadas ao vírus.

Leia mais: http://br.sputniknews.com/ciencia_tecnologia/20160215/3585144/Zika-pyriproxifen-Cientista-diz-que-nao-descartar-hipoteses-sobre-microcefalia.html#ixzz40Ll6EjRv

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: