Pedras que muito rolam não criam limo

 

Eu tenho setenta anos de idade e me acho velho como uma dessas árvores petrificadas daqui de São Pedro do Sul. Imagino que já tenha sido um anjico há muitos milênios, mas hoje sou pedra bruta, sem valor comercial.

Por isso mesmo, ficarei eternamente plantado aqui neste mesmo lugar, como nascem e morrem as árvores. Essa minha inércia não me permitiu rolar o mundo em busca de fama e dinheiro.

O limo que me ofusca e me fragiliza não atacam os Rolling Stones, pedras polidas que rolam o mundo há 50 anos. A fama e a fortuna fazem deles setentões que ainda arrastam multidões por onde passam, seja em Londres, Porto Alegre ou Havana.

São as pedras preciosas do Rock’n Roll.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: