Eu não sou burguês

 

Tem gente que me chama de comunista, mas há quem diga que um pequeno burguês.

Esses rótulos vêm de longe: quando eu era professor da rede estadual, os meus sapatos furaram e enchiam de terra quando andava. Aí não teve mais jeito eu comprei outro par.

Quando cheguei na escola com os sapatos novos, uma professora olhou para os meus pés e disse: “Délcio, hoje tu estás burguês”.

Há quem pense assim: para o cara ser comunista, não pode ter dente, tem que passar fome e viver na miséria.

O comunista, ao contrário, quer que todos vivam bem, numa sociedade mais igualitária e fraterna

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: